Como o luto pode causar sintomas físicos?

O luto é um período extremamente desafiador para qualquer pessoa. A tristeza e sensação de vazio produzem fortes transformações emocionais. Mas quem perde um ente querido pode passar a desenvolver sintomas físicos também. Um estudo inglês apontou que as emoções vivenciadas com o luto provocam desequilíbrios químicos no cérebro. Além disso, são responsáveis por sintomas como dor no peito, sudorese, tremedeira, tontura e fraqueza. Muitas pessoas que passam por esse momento extremamente delicado da vida relatam experiências semelhantes. A dor passa a ser física, interferindo diretamente no dia a dia da pessoa. Entenda melhor neste artigo.

Luto e dor no peito

Muitos daqueles que passam por uma grande perda afirmam conviver com uma dor no peito muito forte, como se algo estivesse pressionando o coração. Por isso, essa dor costuma ser confundida com um problema cardíaco mais sério. No entanto, estudos afirmam que a dor do luto pode, de fato, causar alterações no coração. A pessoa que perde um ente querido pode passar a sentir dor no peito e palpitação. Isso pode acontecer em função de um problema chamado cardiopatia de Takotsubo. Conhecida também como síndrome do “coração partido”, essa patologia deixa o coração mais fraco e é muito observada em quem passa por uma fase de luto.

Outros sintomas do luto

Há ainda pessoas que relatam problemas gástricos, tremores frequentes, irritação e hipersensibilidade ao barulho. Esses são outros sintomas físicos também muito observados em quadros de luto. A partir da perda de alguma pessoa muito querida de forma brusca, é possível que o indivíduo comece a apresentar problemas gástricos. Dor de estômago, enjoo e perda de apetite são frequentes em quem está de luto. Em muitos casos, o paciente passa a tomar remédio para diminuir os sintomas. No entanto, eles persistem, pois, enquanto a tristeza e o vazio estiverem presentes, os sintomas físicos também estarão.

Buscando ajuda

O luto é um processo, que tem várias fases e pode durar um longo período. Quem passa por ele pode enfrentar momentos de raiva, depressão e vazio. No entanto, superar essas dificuldades é possível. Se a pessoa, em um momento como esse, não procurar ajuda especializada, o problema pode evoluir para um quadro mais grave de depressão e dores físicas crônicas. As dores físicas crônicas podem ser altamente incapacitantes, prejudicando o trabalho e as atividades cotidianas. Por isso, quando uma pessoa encontra-se em uma quadro de tristeza profunda após uma perda, é preciso orientá-la a procurar ajuda profissional. Quando ocorrem dores físicas, pode ser necessário que o paciente se submeta a exames. Isso ajudará a esclarecer se elas são provenientes do estado emocional ou de outro problema de saúde que, por acaso, tenha surgido a partir do momento da perda de um ente querido. Com o apoio de um especialista, é possível tratar as emoções devastadoras do luto de forma que elas não acarretem sintomas físicos. Esse quadro pode piorar o cotidiano de quem está passando por esse momento da vida. Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como psiquiatra em São Paulo!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp